Os 10 Melhores Livros Sobre Meditação Que Você Precisa Ler ...

Livros

Discussões gerais em língua portuguesa sobre livros, leitura, mercado editorial e literatura em geral. A comunidade é brasileira, mas qualquer pessoa é bem-vinda.
[link]

O melhor livro sobre relacionamentos que existe!

Amor, Liberdade e Solitude, Não tenho palavras para descrever o quão incrível esse livro é. Simplesmente o melhor livro que já li na vida. Aprendi muito mais do que relacionamentos.
O livro em PDF
submitted by FabiMonster to desabafos [link] [comments]

5 Melhores Livros sobre Blockchain e Criptomoedas - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido dinheiro

5 Melhores Livros sobre Blockchain e Criptomoedas - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido dinheiro submitted by infocryptocoins to CertificadoDigital [link] [comments]

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista submitted by carlos5765 to brasilivre [link] [comments]

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista submitted by carlos5765 to Direita [link] [comments]

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista

Melhores livros sobre a loucura do socialismo: o que todos deveriam saber sobre as falhas práticas e morais do projeto socialista submitted by carlos5765 to conservadorismo [link] [comments]

Qual é o melhor livro sobre linguagem corporal?

Eu sei. Esta é uma pergunta muito relativa. Não existe "melhor", pois isso depende do gosto de cada um. Mas eu gostaria que vocês me ajudassem a encontrar um livro legal sobre o assunto.
Quero saber qual livro sobre o assunto vocês recomendam. Há vários livros sobre o assunto à venda na Internet (vários mesmo). Fica difícil escolher um.
Quero um livro que ensine bem sobre a linguagem corporal, pois preciso compreendê-la para atingir um objetivo que tenho.
Obrigado pelo seu tempo!
submitted by SteinsEater to brasil [link] [comments]

Best books about Mozambique? / Os melhores livros sobre Moçambique?

I'm traveling to Mozambique this year, and I want to read books about Mozambique or by a Mozambican author. Respostas e livros podem ser em português ou inglês
submitted by travelbae to Mozambique [link] [comments]

Quais são seus autores, blogs ou sites prediletos de culinária?

Quais cozinheiros e escritores de livros de culinária você acha mais interessantes?
Minha lista:
submitted by El_Chapolin_Colorado to brasil [link] [comments]

VÍDEO: Dono do Charges.com.br diz que Nando Moura o processou e perdeu no caso de "nazismo de esquerda"

https://www.diariodocentrodomundo.com.bvideo-dono-do-charges-com-br-diz-que-nando-moura-o-processou-e-perdeu-no-caso-de-nazismo-de-esquerda/
Atenção para o furo: depois de descobrir que nome de Nando Moura é Luiz Fernando de Moura Cagnin, cartunista revela que " O pai dele (Antonio Luiz Cagnin) é acadêmico e escreveu um dos melhores livros sobre quadrinhos, falecido em 2013. Curiosamente eu e o pai do Nando ganhamos prêmio em 2009 (…). O pai dele foi candidato a vereador pelo Partido Verde e chegou a ajudar uma gestão petista em Embu."
submitted by velvetgentleman to brasil [link] [comments]

[Fio do Twitter] Melhores trechos do livro de Mandetta sobre os bastidores do Governo Bolsonaro

[Fio do Twitter] Melhores trechos do livro de Mandetta sobre os bastidores do Governo Bolsonaro submitted by 3x35r22m4u to brasil [link] [comments]

Onde e como pesquisar assuntos diversos na Internet?

Pesquisar assuntos na Internet é algo que demanda bastante tempo, e é uma prática bastante comum entre nós, vamos trocar dicas para otimizar esse processo. Digamos que você tenha duas horas para:
A) Aprender o máximo sobre um assunto.
ou
B) Coletar o máximo de links e referências sobre um assunto para examinar posteriormente.
O que vocês fazem em cada caso?

Exemplos de temas de pesquisa:
i) Descobrir a situação atual de evidências em relação a um tema científico
ii) Sintomas e tratamentos para uma doença
iii) Um tópico científico ou tecnológico
iv) Um tópico filosófico
v) Uma tendência social recente
vi) Uma notícia recente causando polêmica
vii) Uma prática de otimização pessoal
viii) Benefícios de um alimento ou suplemento
ix) fFndamentos / benefícios / malefícios de uma dieta
x) Resolver um problema prático
xi) Resolver uma questão emocional
xii) Achar um bom debunking para um mito ou teoria da conspiração
xiii) Achar os melhores livros sobre uma área de conhecimento.
submitted by Leohmarruda to racionalidade [link] [comments]

Melhores livros de ficção sobre viagem ao espaço.

Ano passado li 172 horas na lua, livro que conta sobre a viagem de três assistentes ao espaço, para impulsionar a popularidade da NASA, e me interessei por livros do gênero. Alguma indicação?
submitted by indarkstar to Livros [link] [comments]

Os melhores livros didáticos sobre todos os assuntos [Artigo em Inglês]

Os melhores livros didáticos sobre todos os assuntos [Artigo em Inglês] submitted by gsilva49 to Livros [link] [comments]

VAMOS CONVERSAR SOBRE SUICÍDIO? | SejaUmaPessoaMelhor --- 188 (sem asterisco) apenas isso! ?Compre livros pelo link e ajude o crescimento do canal: ➤http:a... --- #canal_seja_uma_pessoa_melhor

VAMOS CONVERSAR SOBRE SUICÍDIO? | SejaUmaPessoaMelhor --- 188 (sem asterisco) apenas isso! ?Compre livros pelo link e ajude o crescimento do canal: ➤http:a... --- #canal_seja_uma_pessoa_melhor submitted by AXTUDO to u/AXTUDO [link] [comments]

Enquanto umas lêem livro sobre como dormir melhor tem outras que...

Enquanto umas lêem livro sobre como dormir melhor tem outras que... submitted by brunomennaB to brasil [link] [comments]

Fiz um vídeo sobre Stan Lee, explicando por que o filme...". Qual o melhor que o livro e manjado mais ta ai a recomendação

Fiz um vídeo sobre Stan Lee, explicando por que o filme... submitted by bs-gamesEcultura to BrasilSimulator [link] [comments]

Qual melhor livro para entender tudo sobre IR de pessoa física e jurídica?

Meus amigos HEUHUEHEU BR, para um empreendedor que precisa declarar o IR pela primeira vez, qual melhor livro para entender tudo sobre o assunto que você conhece?
Desde já, obrigado!
submitted by MacASM to brasil [link] [comments]

Sugestão de livros ou textos para entender melhor sobre política e economia.

Olá galera. Estou fazendo esse post porque os debates em torno das eleições me fizeram perceber que eu entendo muito pouco sobre esses tópicos. Faço curso de exatas então não estudo nada nessa área desde o ensino médio. Por isso gostaria de sugestões de leituras de quem tem mais conhecimento no assunto. Pode ser de qualquer corrente ideológica e de preferência que seja amigável pra quem é leigo.
EDIT: Obrigado por todas as sugestões, teve bem mais respostas que eu esperava. :)
submitted by baptistussi to brasil [link] [comments]

Estou com uma crise existencial. Para que trabalhar, para que o dinheiro etc. Qual o melhor livro que fala sobre isso?

Estou com uma crise existencial. Para que trabalhar, para que o dinheiro etc. Qual o melhor livro que fala sobre isso?
submitted by PT1990 to portugal [link] [comments]

Desporto&Esport - Revista Gratuita. Os melhores do ano: Jogadores de Futebol, Atletas de todas as modalidades, Os treinadores, As melhores equipas, O adeus às estrelas de sempre. Os melhores filmes e Livros sobre desporto em 2014 e muito, muito mais.

submitted by DesportoeEsport to Magazine_Revista [link] [comments]

Desporto&Esport - Revista Gratuita. Os melhores do ano: Jogadores de Futebol, Atletas de todas as modalidades, Os treinadores, As melhores equipas, O adeus às estrelas de sempre. Os melhores filmes e Livros sobre desporto em 2014 e muito, muito mais.

submitted by DesportoeEsport to desporto [link] [comments]

U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 2: Que se lixe isto, vou comprar um carro]

Olá amigos. Hoje vamos falar de carros, um assunto que me é muito querido.

Take-Aways Principais

Driving is love, driving is life

Quando tinha 14 anos os meus pais deram-me uma motinha de 50cc velhinha. Tinha dezenas de milhares de quilómetros, estava a precisar de algum trabalho, gastava muita (MUITA) gasolina, mas era minha. A partir desse dia tornei-me independente: tinha a possibilidade de ir onde quisesse, quando quisesse. Toda a cidade passou a estar acessível no espaço de minutos e não horas, e as aldeias envolventes em "meias horas" e não horas. Deixei de ter que pedir para que me levassem aos sítios, passei a ir quando queria ou precisava. Com algum dinheiro da mesada podia ir saindo com os amigos e começando a ter uma vida mais "adulta". Pouco tempo depois, ainda por volta dos 14, aprendi a conduzir carros também (em estradas privadas, claro).
O valor desta transição é absolutamente imensurável no desenvolvimento de um miúdo. Passa a haver responsabilidade. Quando tinha acidentes, o que acontece de certeza, a culpa era minha e havia consequências. O corpo doía, a mota aparecia riscada e a precisar de reparações, e o que não conseguisse fazer eu tinha que encontrar forma de pagar. Os vizinhos queixavam-se do barulho. Quando chovia chovia-me em cima, e quando fazia frio de manhã a mota não queria pegar. Mas! Quando queria ir ao Continente comprar doces podia ir, quando queria ir visitar o meu pai não tinha que pedir boleia a ninguém, e por aí fora.
A experiência de começar a conduzir muito cedo, particularmente no ambiente "controlado" de uma cidade pequena, serve também para desenvolver algum instinto (à falta de melhor expressão) para a condução, nomeadamente para as duas partes fundamentais que as constituem:
Eu não sei como tem sido ultimamente, mas o processo de obter a licença dos 14 anos há quase 20 anos atrás era ridiculamente simples. Eu sinto que isso não é necessariamente mau, pois reduz a barreira de entrada à condução numa altura em que ainda é possível ganhar aquele "jeito" para a condução sem se tornar uma coisa estrangeira e forçada. Tudo somado, foi facilmente uma das experiências que mais serviram para me fazer crescer naquela altura, e algo que pretendo certamente incutir em infelizes filhos que alguma vez venha a ter.
Quando fiz 18 anos deram-me um carro (muito) velhinho para as minhas voltinhas em Coimbra, para onde iria estudar. Mais uma vez, é um privilégio: era muito velhinho, o seguro era baratinho e o imposto também, mas mesmo assim nem toda a gente conseguia ter o seu próprio carro. Por ter carro nunca precisei de usar os autocarros muito regularmente, o que me permitiu poupar noutras coisas: podia fazer as minhas próprias mudanças quando mudava de casa, podia participar em actividades extra-aulas com mais facilidade, etc etc. Fui quase sempre designated driver, mas sempre foi uma responsabilidade que aceitei com muito gosto: é bom de ter a oportunidade de levar os meus amigos a casa em segurança no fim de uma noite de castanhada. Se eu próprio quisesse participar na castanhada, a Maria normalmente voluntariava-se para trazer o carro para casa.
Ter um carro velho, sem modernices como sensores (ahah), GPS, rádio (exacto), direcção assistida ou ABS, permitiu-me fazer certas coisas. Com a liberdade de experimentar, pude tentar fazer várias reparações eu próprio; notavelmente, o disco de embraiagem que neste momento está nesse carro, que ainda anda, fui eu que o coloquei lá. Pude também fazer uso de alguns baldios que há em Coimbra e arredores para aprender a controlar o carro em situações mais extremas; uma espécie de curso de condução em condições adversas do homem pobre. O que é que acontece se tiver que fazer uma travagem de emergência em piso escorregadio? Como compensar a falta de ABS caso as rodas tranquem? E se a traseira deslizar?
Conduzir, para mim, não é um privilégio nem uma mania nem um capricho. É uma das pedras basilares da forma como lido com o dia-a-dia, uma forma inalienável de independência. O transporte pessoal é uma extensão do meu corpo e conduzir é um escape muito, muito importante.

Viver no campo sem carro

Durante os primeiros 6 meses que passei no UK tive que viver sem transporte próprio; apenas conduzi carros alugados por curtos períodos para ver casas ou fazer mudanças. Usei esses meses para me ambientar, deixar passar o primeiro inverno, estabelecer-me no trabalho e tratar de todas aquelas burocracias que discutimos no capítulo anterior. Aguentei todo esse tempo graças ao facto de a empresa para quem trabalho oferecer um serviço de shuttles para funcionários, que liga o campus às cidades e vilas mais próximas, numa das quais eu vivo. Isto permitiu-me não me preocupar com transportes para o trabalho durante meses, o que foi uma benesse incrível.
Estes primeiros meses foram de adaptação, de exploração e de cometer erros parvos. De aprender a perceber os Ingleses, como se comportam nas coisas mais básicas, e de me tentar misturar com eles com sucesso. Eu optei por viver no campo (i.e. significativamente fora das cidades grandes aqui à volta) por várias razões:
Tirando as viagens casa-trabalho-casa, a minha mobilidade estava muito reduzida. Ir a qualquer lado envolvia caminhar uma distância suficientemente grande para me chatear, no mínimo até à estação dos comboios e depois outro tanto onde quer que fosse. Ir às compras era um pau no cu porque tinha que as arrastar pelo monte acima até casa, pelo menos até descobrir que os supermercados entregam em casa por um preço muito muito razoável.
E depois há a rede de transportes. Eu adoro andar de comboio, mas infelizmente aqui é impossível. Nós somos dois, e ir à cidade mais próxima custa-me, pelo menos, umas 20 libras em bilhetes de comboio. Para comparação, demoro uns 25min a chegar lá de carro (mais ou menos o mesmo) e gasto talvez 2 ou 3 libras de combustível. Já para não falar no congestionamento a certas horas, em que não só os bilhetes são estupidamente mais caros, como temos que fazer a viagem toda em pé. Viagens grandes então nem se fala! Eu quero ir à Escócia ver se encontro a Nessie, e a viagem de comboio para 2 pessoas, ida e volta, ia-me custar facilmente 1000£!! Os comboios em si são espectaculares; fazem os nossos velhinhos Intercidades parecer ainda mais velhos e merdosos do que são mesmo.
Aos autocarros aplicam-se comentários semelhantes, com algumas agravantes. Não só são caros como tendem a não andar a horas, são populados com as pessoas mais nojentas que se consiga imaginar, e devem ser limpos à saída da fábrica e nunca mais.
Se calhar sou eu que sou maniento, se calhar acham que sou um snob mal habituado que anda de cu tremido desde cachopo, se calhar acham que devia era viver uns anos sem carro para ver o que é bom. Eu cá acho que paguei as minhas favas e agora mereço andar de carro até me doerem os joellhos. Eu antes quero poder ter carro e viver deslocado da cidade, do que viver no centro e andar no meio do magote enfiado em autocarros bolorentos e metros a cheirar a mijo. São escolhas. Não vejo grande apelo na "vida cultural" da cidade, da qual até posso desfrutar pegando no carrito e indo lá ver o que é o quê.

Comprar um carro

Um dia destes, com a conta do banco recheada de dinheiro de devolução de impostos, decidi que estava na hora de comprar um carro. Andei a ver carros novos e usados, e decidi que o hot hatch era para mim. Algo na vizinhança das 20000 libras, 10 pagas à entrada e outras 10 pagas em prestações durante uns 3 anos. Parecia-me razoável, estava bem dentro dos limites do que podia pagar e não me impedia de ir chegando aos meus objectivos de poupança.
Marquei um test drive e apanhei um comboio até ao stand. Chegado lá, aproveitei para fazer todas as perguntas e mais alguma ao vendedor, entre as quais como funcionaria o financiamento. Aí ele entregou as más notícias: com menos de 3 anos de residência, é virtualmente impossível conseguir financiamento para um carro, muito menos naqueles valores. Chateei-me, chamei um taxi e fui-me embora sem muito mais conversa. Fiquei fodido. Ainda verifiquei junto do meu banco com esperança da que eles, sabendo quanto ganho, etc, fizessem um jeitinho. Os valores a que me podia candidatar era muito mais baixos do que alguma vez funcionariam, por isso desisti do financiamento. Pela primeira vez na minha vida, ia comprar um carro a pronto.
Passei umas semanas a estudar melhor o mercado de usados. Andei a ver no autotrader [1], aparentemente o site mais popular de anúncios de carros. A primeira coisa em que reparei foi o quão mais baratos os carros são aqui que em Portugal. Eu sempre achei os carros usados caríssimos em Portugal, mas isto trouxe à luz o quão roubado o tuga médio é quando compra um carro. Para terem uma ideia, um familiar meu tinha comprado um carro por 5000€ (valor ajustado ao mercado) pouco antes de me mudar para cá. O mesmo carro, mesmo ano, mesmo trim level, com menos quilómetros, aqui custava 750£. Telefonei-lhe a gozar com ele, foi incrível.
Então decidi que o meu orçamento seria os tais 10k que pretendia originalmente dar como entrada. Deixei de parte a ideia do hot hatch para poder comprar algo mais recente, pois queria um carro com 2 ou 3 anos no máximo. Este limite não era tanto por cagança, mas porque queria apostar mais na fiabilidade do que noutros aspectos. Um carro mais novo, com menos quilómetros, tem uma probabilidade menor de me dar problemas no início, o que me compra tempo para conhecer o panorama de oficinas aqui à volta, o que esperar do seguro, etc. Pequeno, novo, simples, fiável; fui à caça
Há um conjunto de coisas a ter em atenção quando se procurar um carro usado:
Curiosamente, acabei por comprar o meu carro no mesmo stand onde fui antes, ao mesmo vendedor que me tinha entregue a triste notícia sobre o financiamento. Ele ficou impressionado por me ver de volta, mas a vida tem dessas coisas. Apenas fiz um test drive, e comprei imediatamente o carro. Pode parecer precipitado, mas:
bom negócio. Um bocadinho acima do valor de mercado segudo o autotrader, mas nada de muito preocupante.
Ficou marcado ir levantar o carro dali a 2 dias, e entretanto teria de tratar do seguro. Eu já tinha feito algumas simulações de seguros, portanto sabia o que esperar, mas mesmo assim achei caro: quase 1000£ ano para o seguro de um carro pequeno. Entretanto tenho explorado melhor o assunto, e parece que o mercado de seguros no UK sofre de graves problemas:
Para tornar o sistema verdadeiramente insultuoso, há seguradoras que oferecem potenciais descontos se instalarmos no carro um tracker da sua eleição [4]. Ou seja: cobram o que quiserem e ainda querem saber onde ando e a que velocidade ando, e se eu conduzir "bem" segundo lá os critérios deles, fazem-me um desconto; se não gostarem da minha condução sobem-me o preço. Naturalmente, mandei-os passear e paguei mais por um seguro sem tracker. Honestamente, acho a mera proposta de me deixar espiar por um potencial desconto no seguro nojenta: é o reflexo de um sistema profundamente partido. Ninguém diz a um português o que é conduzir "bem", caralho.
O seguro do carro trata-se todo online, o que para mim é muito estranho, e até se pode verificar online se o carro tem seguro [5]. Os comparadores de preços [6] são nosso amigos, mas cuidado com eles por vezes; já li casos de pessoas que tiveram apólices canceladas por tentarem muitas comparações com detalhes ligeiramente diferentes (infelizmente não encontrei uma ref para esta, mas penso que foi no /LegalAdviceUK). Correndo o risco de me repetir, o sistema de seguros auto aqui está profundamente desregulado e a precisar de alguém com tomates para o resolver. Certamente não será o BoJo.
No dia em que levantei o carro:
Dias depois recebi o novo V5C em meu nome. O V5C é uma espécie de livrete, ou "documento único" se formos modernos, mas ao contrário do livrete nunca deve andar no carro pois é muito fácil transferir o V5C para outro nome sem intervenção do dono anterior. Mais curiosamente ainda, o V5C não prova propriedade do carro, apenas quem é o "registered keeper" dele. Por outras palavras, a minha única forma de demonstrar que sou dono do carro é a factura que me deram quando o comprei. Neat.
Sentei-me no carrito, carreguei no botão para arrancar o motor pensando "que modernice", e ele lá acordou. Curiosamente, só nesta altura é que me ocorreu: se calhar não era uma má ideia ir ler sobre as regras da estrada aqui. Sorte a minha, o governo tem a totalidade do Highway Code [8] disponível no site, e tenho-o lido aos bocadinhos. Mais sobre isso no próximo capítulo.
Curiosamente, não é preciso termos connosco nenhuma documentação quando conduzimos [9]. Os Ingleses têm uma abordagem diferente da nossa no que toca à documentação; é tudo guardado em bases de dados do governo, e eles só precisam de verificar a matrícula contra a base de dados para saber se está tudo bem. O condutor apenas precisa de ter a carta de condução, e alguma identificação por conveniência. Eu pessoalmente costumo ter o cartão de cidadão e a carta de condução. Idealmente teria o passaporte, mas evito andar com o passaporte no bolso, e o cartão de cidadão deve ser mais do que suficiente como identificação até no mundo pós-brexit. Na realidade penso que a carta de condução por si chegaria, mas mais vale estar seguro né?
Virei proprietário do meu próprio veículo! Mais um, porque nunca vendi o bolinhas que está em Portugal.

Conclusão

Tenho que confessar que estou impressionado pela positiva com a experiência que foi comprar um carro no UK. O processo foi muito mais simples do que esperava, e praticamente tudo se tratou no stand na hora da compra. Até o seguro podia ter ficado logo resolvido, mas eu preferi fazer em casa com mais algum controlo sobre isso. Nota-se que é um sistema muito mais polido que em Portugal, pelo menos na minha experiência.
A minha relação próxima com a condução começa a entrar, infelizmente, em rota de colisão com o status quo: vivemos num mundo que cada vez menos suporta o transporte individual. Há gente a mais no mundo, e há carros a mais no mundo, há fumo a mais no mundo. Na realidade, há "a mais no mundo" de quase tudo o que é mau, pessoas incluídas. Sinto que esta minha necessidade de conduzir vai brevemente bater de frente contra a necessidade global de cortar no transporte individual a favor de transportes colectivos. Até lá, vou aproveitar as espectaculares estradas de campo aqui à volta, particularmente a horas em que não estejam completamente congestionadas. Fiquem de olho, o próximo capítulo vai falar sobre a experiência que é conduzir no UK, e como é que difere do que eu esperava.
Desta feita apontei para um post mais curto que o anterior, que essencialmente parte este assunto em dois: este primeiro cobre o processo de como (e porquê) comprei o carro, e o seguinte vai cobrir a experiência de conduzir em si. Notei que o engagement no capítulo 1 foi menor que nos posts anteriores, e suspeito que ler uma epopeia tão longa não ajuda; digam-me nos comments se tenho razão.
Abraços, e obrigado por virem à minha TED talk.

Referências

Capítulos Anteriores

submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]

Quais são os melhores livros de redes? - Dúvidas #01 - YouTube Os Melhores Livros sobre Análise Técnica para Iniciantes ... MELHOR LIVRO SOBRE MICROCONTROLADORES 8051  Somente Leitura O melhor livro de escatologia O Melhor Livro Sobre Foco da Atualidade! FOCO SNIPER - YouTube

Neste livro, ele faz um paralelo entre as mudanças de estações e as fases que todas as pessoas costumam passar ao longo de sua trajetória. Mais do que isso, mostra como extrair o melhor de cada uma. 13. A Arte da Guerra – Sun Tzu. Quer ter domínio sobre o mercado com táticas eficazes utilizadas ao longo dos séculos? Estude de várias maneiras para para melhor desempenho. Invente pontos. Selecione um assunto que que de progresso. Invente situações sobre o assunto. Torço que tenham apreciado as dicas de cursos e livros sobre Microbiologia! Se puder compartilhar este artigo, vamos ficar muito agradecidos. 10% Mais Feliz não foi o primeiro livro sobre meditação que eu li, mas como disse Daniel Goleman: Este é o melhor livro sobre meditação para os não iniciados, os céticos e os curiosos. Parte confessional, parte investigação jornalística, 10% mais feliz é 100% viciante. Melhor Livro Sobre Nada, O Capa comum – 1 janeiro 2000 por Jerry Seinfeld (Autor) 4,3 de 5 estrelas 5 classificações. Ver todos os formatos e edições Ocultar outros formatos e edições. Preço Novo a partir de Usado a partir de Capa Comum, 1 janeiro 2000 "Tente novamente" ... Sobre o post: impossível não falar de O Poder do Subconsciente, o livro é fantástico do início ao fim, um dos melhores, se não o melhor livro que já li. Ultimamente estou lendo A Chave do Joe Vitale e tô achando maravilhoso e já quero ler outras obras dele (Limite Zero e Marco Zero).

[index] [5990] [1570] [4384] [4805] [7440] [4340] [2121] [1611] [3980] [7964]

Quais são os melhores livros de redes? - Dúvidas #01 - YouTube

Resumo, casos, como você pode ser afetado pelo tpb, e no fim do vídeo tem um questionário para você saber se está precisando de ajuda. Vá para os comentários ️ _____ ⭐️Caixa postal ... Quais são os melhores livros de Redes? Como fazer o download grátis do Xirrus WiFi Inspector? Existe alguma ferramenta semelhante ao Xirrus que roda em Linux... Quer conhecer 3 livros que considero muito importantes para a sua formação como operador de opções ? Opções: do Tradicional ao Exótico - http://www.clubedopa... Finalmente vocês vão ter um conhecimento sem precisar pagar horrores, esse livro foi feito pra mudar a forma como vocês trabalham e vivem, garanto que vocês ... Livros que você Precisa Ler! Porque sim, esses foram os melhores livros que li desde 1996... Espero que gostem! TODAS INFORMAÇÕES SOBRE O EVENTO 20/08: https...

http://forex-portugal.liteforex.club